sexta-feira, 15 de abril de 2011

Aconteceu o Estamos Juntos...

quinta-feira, 14 de abril de 2011

IMPERDIVELLL

Ontem fui à livraria Crista comprar um livro, e me deparei com um cartaz muito bom...

Vejam ai...,



A Aliança Pró Evangelização das Crianças APEC

Apresenta curso sobre:

Escola Biblica de Férias

Nos dias 6 e 7 de Maio de 2011 Não percam.


Local do evento: Igreja Tabernáculo Batista

Inscrições R$ 50,00

Local da Inscrição: Sede da Apec no coroado 3639 5147
Horario do curso: Dia 6 das 19h as 22hs
Dia 7 8h as 17h inscluso Almoço

Tarefa em brile


Ola,

Bom dia

Boa Tarde

e Boa Noite....


Amigos do blog abaixo postei duas imagens pra uma brincadeira, vc pode usar da seguinte forma, distribua o alfabeto a cada equipe, ou a cada aluno, e junto entregue o enigma.

Ganha o primeiro que descobrir o que esta escrito.


Eu tenho mas 3 enigma se alguem quiser receber é só solicitar.






BJOSSSSS

terça-feira, 12 de abril de 2011

Ola Amigosss do blog.... Peço perdão pela sumida, estive passando por uns problemas pessoas, mas agora recuperada aproveito para atualizar meu blog..

Estava navegando e encontrei um site bacana, inclusive foi de lá que retirei as brincadeiras abaixo...

A Palavra de Deus que transforma.
Objetivo: Fazer o grupo refletir de que forma assimilamos a PALAVRA DE DEUS em nossas vidas.
Material: uma bolinha de isopor, um giz, um vidrinho de remédio vazio, uma esponja e uma vasilha com água.
Descrição: Primeiro se explica que a água é a palavra de Deus e que o objeto somos nós, depois se coloca a água na vasilha, e alguém mergulha o isopor, após ver o que ocorre com o isopor, mergulhar o giz, depois a vidro de remédio e por último a esponja. Explicar que a água é a Palavra de Deus e os objetos somos nós. Dê um objeto para cada pessoa. Colocar 1º a bolinha de isopor na água. Refletir: o isopor não afunda e nem absorve a água. Como nós absorvemos a Palavra de Deus? Somos também impermeáveis?Mergulhar o giz na água. Refletir: o giz retém a água só para si, sem repartir. E nós? Encher de água o vidrinho de remédio. Despejar toda a água que ele se encheu. Refletir: o vidrinho tinha água só para passar para os outros, mas sem guardar nada para si mesmo. E nós ? Mergulhar a esponja e espremer a água. Refletir: a esponja absorve bem a água e mesmo espremendo ela continua molhada. Iluminação Bíblica: Is 40,8 ; Mt 7,24 ; 2Tm 3,16

A troca de um segredo Participantes: 15 a 30 pessoas
Tempo Estimado: 45 min.
Modalidade: Problemas Pessoais.
Objetivo: Fortalecer o espírito de amizade entre os membros do grupo.
Material: Lápis e papel para os integrantes.
Descrição: O coordenador distribui um pedaço de papel e um lápis para cada integrante que deverá escrever algum problema, angústia ou dificuldade por que está passando e não consegue expressar oralmente. Deve-se recomendar que os papéis não sejam identificados a não ser que o integrante assim desejar. Os papéis devem ser dobrados de modo semelhante e colocados em um recipiente no centro do grupo. O coordenador distribui os papéis aleatoriamente entre os integrantes. Neste ponto, cada integrante deve analisar o problema recebido como se fosse seu e procurar definir qual seria a sua solução para o mesmo. Após certo intervalo de tempo, definido pelo coordenador, cada integrante deve explicar para o grupo em primeira pessoa o problema recebido e solução que seria utilizada para o mesmo. Esta etapa deve ser realizada com bastante seriedade não sendo admitidos quaisquer comentários ou perguntas. Em seguida é aberto o debate com relação aos problemas colocados e as soluções apresentadas. Possíveis questionamentos:- Como você se sentiu ao descrever o problema?- Como se sentiu ao explicar o problema de um outro?- Como se sentiu quando o seu problema foi relatado por outro?- No seu entender, o outro compreendeu seu problema?- Conseguiu pôr-se na sua situação?- Você sentiu que compreendeu o problema da outra pessoa?- Como você se sentiu em relação aos outros membros do grupo?- Mudaram seus sentimentos em relação aos outros, como conseqüência da dinâmica?

Afeto. Participantes: 7 a 30 pessoas
Tempo Estimado: 20 minutos
Modalidade: Demonstração de Afeto.
Objetivo: Exercitar manifestações de carinho e afeto.
Material: Um bichinho de pelúcia.
Descrição: Após explicar o objetivo, o coordenador pede para que todos formem um círculo e passa entre eles o bichinho de pelúcia, ao qual cada integrante deve demonstrar concretamente seu sentimento (carinho, afago, etc.). Deve-se ficar atento a manifestações verbais dos integrantes. Após a experiência, os integrantes são convidados a fazer o mesmo gesto de carinho no integrante da direita. Por último, deve-se debater sobre as reações dos integrantes com relação a sentimentos de carinho, medo e inibição que tiveram.

Varinhas que não quebram. Material: Um feixe de 16 varinhas (podese usar palitos de churrasco)
Utilidade pastoral: União do grupo.
A fé como força que pode agregar, unir e dar resistência às pessoas. 1. Pedir que um dos participantes pegue uma das varinhas e a quebre. (o que fará facilmente).2. Pedir que outro participante quebre cinco varinhas juntas num só feixe (será um pouco mais difícil).3. Pedir que outro participante, quebre todas as varinhas que restaram, se não conseguir, poderá chamar uma outra pessoa para ajudá-lo.4. Pedir que todos os participantes falem sobre o que observaram e concluíram.5. Terminar com uma reflexão sobre a importância de estarmos unidos. SE VC QUER SABER MAIS ACESSE AGORA O SITE http://eventoevangelico.com.br/?tag=brincadeiras

terça-feira, 5 de abril de 2011

Evangelize

Férias...

Geralmente falando em férias, pensa-se logo em lugares como Fortaleza assim como a região nordeste, ou Rio de Janeiro, afinal Rio é uma cidade realmente Maravilhosa, com varias atrações turísticas como por exemplo: Jardim Botânico, Pão de Açúcar, Morro do Corcovado onde fica o Cristo Redentor além das maravilhosas praias, são inúmeras as atrações.
Mas o que muitos deixam de lado é a triste realidade da cidade. Se vc já visitou o RIO, diga-me, já foi a alguma favela? Já visitou algum bairro da área suburbana? Eu sou Carioca mas moro em outro Estado, e mesmo quando morava no Rio não tive a oportunidade que tive esse ano de 2011.

Visitei alguns morros e o que vi não foi nada satisfatório aos olhos... Vi motoqueiros armados, não era de revolver calibre 38, era fusível mesmo, vi varias barraquinhas vendendo droga, drogas de todo tipo, vi muitas crianças e adolescentes catando lixo e outras já se drogando, e tudo isso livremente pelas ruas da comunidade. Pra ver crianças catando lixo e/ou se drogando nem era preciso entrar na comunidade, pois já era visível em qualquer canto da proximidade da comunidade.

Eu não vi nenhuma igreja, próxima que tivesse algum trabalho social afim de ajudar essas crianças, não vi nenhum Católico, Evangélico, Espírita ou qualquer outro que pudesse ajudá-los.

Algumas vezes quando eu estava saindo pra passear, via no caminho perto da casa onde fiquei vários adolescentes dormindo no chão da calçada depois de passar a noite se drogando. No inicio foi espantoso pra mim, mas depois comecei a analisar a gravidade da situação. Como será o futuro dessas crianças? O que você e eu temos feito pra ajudá-los? Em alguns momentos eu tive vontade de ficar lá onde eu estava, de morar lá, só pra fazer alguma coisa por eles... Seria muito trabalhoso, mas acho que muito proveitoso se Deus estivesse na frente... Também tive vontade de tirar fotos só pra mostrá-las a vocês e provar que o que falo não é invenção minha... Mas se eu tivesse feito isso certamente não estaria mas aqui... Tive vontade de falar com alguns adolescentes, mas nunca os via sóbrios..

Peço aos amados irmãos que incluam em suas orações essas crianças e adolescentes que estão sendo criados em meio a uma verdadeira Babilônia, orem pra que servos de Deus sejam enviados a lugares como estes. Enquanto isso que tal vc e eu evangelizar as crianças pertinho de nossas casas? Algumas vezes não é preciso ir tão longe...

Em Meio a toda essa desgraça eu pude perceber que eles são bem unidos, é difícil admitir mas eles são mas unidos que nos como servos de Deus e irmãos uns dos outros. Eles fizeram arrecadação pras famílias vitima dos desabamentos da chuva na região serrana do Rio, até eletro eles doavam, Também vi a vizinhança reunida na casa do colega para um jantar, enfim, atitudes que infelizmente nós servos de Deus algumas vezes não temos. Sei Tb que essa alegria toda é passageira, porém atrativa...e é essa atração que ta chamando varias almas pro lado errado da vida, ou seja pra morte...e vc? E eu? O que temos feito pra atrair almas pra Deus?

Bincadeiras

Laranja no pé1 –

Organizam-se os participantes em duas alas de cadeiras.2 – Uma laranja é colocada sobre os pés (que se encontrarem unidos do primeiro elemento de cada ala).3 – Este procurará passar a laranja sem a deixar a cair para os pés do segundo elemento, e assim sucessivamente. 4 – Se a laranja cair, a brincadeira prosseguirá, do ponto em que caiu, o tempo que for preciso.5 – O grupo que conseguir terminar primeiro, será vencedor da brincadeira.

O cego Jardineiro

Cuidado com a tesoura nessa brincadeira. 1 – Escolhe-se um voluntário a quem cabe contar, com os olhos vendados, o barbante no qual se encontra pendurada uma fruta (laranja, maçã, pêra...)2 – Após haver observado a localização da fruta, vendam-se os olhos do voluntário, e, munido com uma tesoura, cabe-lhe a tarefa de cortar o barbante, com a fruta. 3 – Antes do inicio, o animador fará girar duas ou três vezes o voluntário sobre si mesmo.4 – Terá três chances, caso não conseguir cortar o barbante, prossegue a brincadeira com outro voluntário, ou a equipe que conseguir em menos tempo, vencerá.

Cabo de Guerra 1 – As duas equipes medirão força, e ganha a que conseguir ultrapassar a marcação.

Corrida do ovo Tem certeza que é só dois ovos? 1 – Com o auxílio de uma colher, as equipes andarão com o ovo cozido na boca, não podendo este cair em hipótese nenhuma, a equipe que terminar primeiro a prova, será vencedora

. Revezamento de supermercado.
Material: Vasilhames vazios de comidas ou bebidas, como caixa de leite, de sabão em pó, caixa de cereais, um para cada palavras. Se desejar leia o versículo antes do inicio da brincadeira. Ao ser dado o sinal um membro de cada equipe corre em busca de um dos potes que devera esta escondido pela igreja, e ao achar pega e leva até sua equipe, assim que um chegar com um vasinhamete e a vez de outro colegar ir . Ganha a equipe que primeiro forma o versículo.

Procurar o porco. 1 – O animador desenha no quadro-negro ou numa cartolina um porco, ou gato ou vaca sem rabo.2 – A seguir chama um voluntário a quem venda os olhos, munindo-o com um recorte de papel, em forma de rabo. 3 – A tarefa do voluntário consiste em colar o rabo, com os olhos vendados, no seu devido lugar.4 – Os participantes acompanham a brincadeira com a torcida, a equipe que conseguir em menos tempo, será vencedora.

Por ovos.
1 – Todos os participantes sentam-se num circulo e o animador enumera-os, com os números 1 e 2, alternadamente.2 – Os números “1” são as galinhas “2” os galos.3 – As galinhas dizem “gluck”, e os galos “gack” .4 – Quando o animador disser “gluck”, todas as galinhas se levantem e se sentem imediatamente.5 – Aos poucos o animador acelere as ordens, e de repente só chama as “galinhas” e logo após só os “galos”.6 – O animador deve ficar atento para que só levantem após a chamada.

Corrida de saco.
Material: 4 Sacos, balões. Um membro da equipe fica em PE dentro do saco a frente de sua equipe, porém distante. Cada membro da equipe ira participar, vários balões estarão espalhados pelo chão a qual ambas equipes poderão usar, um membro da equipe por vez, ira corre dentro do saco até o colega do outro lado e colocará um balão dentro do saco a qual o clega esta dentro. Volta correndo ainda dentro do saco e passa ao próximo colega, ganha a equipe que mas conseguir juntar balões.